Elevado custo das ligações internacionais impede expansão da banda larga

A Associação Angolana de Provedores de Serviços de Internet (AAPSI) considerou esta terça-feira que os preços praticados, actualmente em Angola, têm tido um impacto negativo nos custos operacionais e na qualidade dos serviços prestados.

Num encontro realizado nesta terça-feira,  os seus associados discutiram  temas ligados aos preços de serviços de telecomunicações em Angola, ferramenta necessária para alavancar a inclusão digital em Angola.

A Reunião organizada pela AAPSI, que teve a participação dos operadores dos serviços de telecomunicações associados, concluíram que os preços altos das ligações internacionais são um dos principais componentes da estrutura de custos dos serviços, condicionando, assim, a expansão da banda larga e a inclusão digital em no país. 

Segundo Sílvio Almada, presidente da AAPSI, o evento serviu para encontrar uma plataforma comum de modo a defender os interesses dos operadores e, por outro lado, propor em conjunto soluções que possibilitem alcançar a tão desejada massificação do uso de serviços de telecomunicações, inclusão digital e a expansão da banda larga no país.

Como resolução, os membros apontam  a elaboração e o envio ao Executivo de uma proposta com objectivos concretos, no sentido de apoiar o Governo a encontrar as soluções adequadas que possibilitem a inclusão digital e, em paralelo, a sustentabilidade dos negócios dos operadores de telecomunicações.

Pesquisas feitas pela Angop, com base em dados de 2018, apontam que  a rede móvel, o custo de 100 megabyte (MB),  é de cerca de 1,60 dólares americanos, o equivalente a  cerca de 0,016 dólares por megabyte.

Fonte: Angop

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Productos de Qualidade ao Melhor Preço

%d bloggers like this: